Paredão

No final de tarde, ensolarado do Rio de Janeiro, na varanda do prédio aonde moramos fiquei observando quatro homens na faixa dos quarenta e cinco anos jogando “paredão” no campo de areia em frente ao nosso prédio. Voltei aos meus treze anos de idade, pois com essa idade quase todos os dias jogava paredão com os amigos em São Paulo.  A garotada de hoje talvez nem saiba do que estou falando e aqueles que sabem devem estar pensando: – Isso é velho pra burro!

Para a garotada que não sabe vou tentar dar aquele toque: ficam dois caras no gol enquanto que os outros dois chutam. O primeiro a chutar terá a chance de marcar chutando três vezes (alguns permitem duas ou uma vez) enquanto que o outro fica dentro da aréa para pegar o rebote. Se os golerios rebaterem um terá que sair para resgatar a bola e devolver para o que ficou no gol e os outros dois farão de tudo para marcar, pois rebote vale dois pontos. Se acertar na trave  três pontos e no travessão  cinco. Após as  séries de chutes quem estava chutando irá para o gol e quem estava no gol chutará. Ganha quem marcar mais pontos.

Há muito tempo que não via o pessoal brincar de paredão e fiquei supreso de ver esses “senhores” jogando e os filhos assistindo.  Observar os chutes e as defesas me trouxeram boas lembranças. Acabei chamando minha esposa na varanda para poder dar uma olhada.

A vida é marcada por lembranças agradavéis. Esse tipo de lembrança deixa a vida mais doce!

Boas lembranças!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: